domingo, 8 de maio de 2016

Dias das mães: Ronaldo Maick ♥

Meu pequeno, talvez quando você se dê conta do que é ler uma carta e entender o que nela diz, você não será tão pequeno. Atualmente você seis anos e sete meses de idade, e suas primeiras palavras estão fluindo numa leitura pausada mais que tem me deixado boba. 

Sabe filho, eu vivia em meio a um conto de fadas, de príncipes e princesas e achava que assim o mundo seria. Eu fui surpreendida pela vida com uma gravidez rápida, por amar tanto crianças, muitos diziam que eu não seria mãe, e já chorei por acreditar que pudesse ser verdade o que tantos falavam.
 No inicio de minha juventude, em meio a tantos olhares, tantas oportunidades e ainda com muito para estudar, você foi concebido. Tudo que eu queria era um bolo de chocolate com ameixa, vinho e uva passa, e eu mal imaginava que dentro de mim você já estava. Confirmar você dentro de mim me encheu de alegrias, duvidas e medos, e agora? O que dizer a você, é que lutei por sua vida, e mesmo o mundo contra mim, mesmo as pessoas me dizendo para usar a cabeça, eu preferir usar meu coração. E segui com semanas de ansiedade, alegrias, lágrimas e uma curiosidade de te ver, e confirmar o que eu sempre quis, que você puxasse a seu pai em tantos traços.

Eu nunca vivi felicidade maior do que te ver pela primeira vez! Você era o bebê mais lindo que eu já vi na vida! Eu pedi com saúde, e veio com saúde, lindo, iluminado e com um amor que conquistou todos a sua volta. Não me importava, as noites que eu pudia viver farrando, eu nunca curti farra mesmo, não me importou as amizades que se afastaram, não me importou quem julgou, nada! O que realmente importou, foi te segurar a primeira vez de muitas que iriam acontecer, te abraçar, beijar e as noites em claro que passei acordada, porque quem trocou a noite pelo dia fui eu, te admirando, o presente que Deus me deu, sonhos acordados enquanto você ainda dormia. 

Hoje você é fã do spider-man, e nem tem noção do tanto que já me fez assistir os filmes, foi de um certo ponto que até decorei as falas. Ama tanto os animais, que até tive que te dizer o que era um escorpião. Com seis anos já diz a profissão que pretende seguir, e mamãe espera estar com vida até lá para te ver sendo um Biólogo maravilhoso, formado com o dom que Deus te deu.

Meu príncipe, obrigada pelas noites em claro, pelos sorrisos sonhados, pelo choro de cólica, por estar comigo em todos os momentos da minha vida desde o dia que você chegou a este mundo bagunçado. Obrigada por ter me chamado de mamãe, por dizer que sou linda mesmo quando estou com o cabelo desarrumado, por nunca ter chorado em uma loja de brinquedos fazendo drama pra não ir embora, por ter me mostrado o que é realmente amar e ser amado me fazendo mãe e me ensinando como a vida deve e tem que ser vivida. Eu tenho você e juntos somos um só. 

Com todo amor do mundo, 
Mamãe.


Feliz dia das mães a todos os(as) leitores aqui do blog. Mesmo quando sinto e sei que nosso dia são todos os outros 364.